Atravessamentos Alvalade

Na sequência do pedido de intervenção no espaço público apresentado pela APEE/Rainha à Junta de Freguesia de Alvalade em 10 de janeiro de 2018 (ver aqui: Reunião JFA) foi recebida resposta em 9 de julho:

«A Junta de Freguesia de Alvalade informa que as questões reportadas na exposição em anexo são da competência da Câmara Municipal de Lisboa.

Assim sendo, e de acordo com o assunto em análise, foram criadas as seguintes ocorrências no portal ”Na Minha Rua:

OCO/61325/2018 – Pedido de criação de ressalto zero na zona de atravessamento, no final da Rua António Ramalho, junto à Rua Maria Amália Vaz de Carvalho;

  • OCO/61328/2018 – Pedido de colocação de duas passadeiras, no início e no final da bolsa de estacionamento existente entre os n.ºs 80 e 86 da Avenida de Roma, com respetivo ressalto zero e sinalização;
  • OCO/61330/2018 – Pedido de colocação de sinal luminoso no pavimento da passagem de peões no final da Rua Amália Vaz de Carvalho, a chegar à Avenida de Roma, de modo a alertar as pessoas da proximidade de passadeira aquando se encontram a utilizar telemóveis ou outros dispositivos móveis;
  • OCO/72975/2018 – Pedido de revisão do sistema de sinalização vertical no entroncamento da Rua Maria Amália Vaz de Carvalho com a Avenida de Roma, nomeadamente o conflito entre a circulação automóvel e os peões que atravessam a Avenida de Roma.»

Relativamente ao painel publicitário que limitava a circulação pedonal, foi deslocado tendo melhorado a circulação dos peões.

antes depois.png

Anúncios

REGULAMENTO GERAL SOBRE A PROTEÇÃO DE DADOS

A partir de 25 de maio de 2018 passa a ser aplicável o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados Pessoais – Regulamento nº 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de abril de 2016, que estabelece as regras relativas à proteção, tratamento e livre circulação dos dados pessoais das pessoas singulares e que se aplica diretamente a todas as entidades que procedam ao tratamento desses dados, em qualquer Estado membro da União Europeia, nomeadamente Portugal.

O objetivo desta comunicação é dar-lhe a conhecer as novas regras aplicáveis ao tratamento dos seus dados pessoais, os direitos que lhe assistem, assim como informá-lo da forma como pode gerir, diretamente e de forma simples, os respetivos consentimentos.

A Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Secundária Rainha Dona Leonor (APEE/Rainha) é a entidade responsável pelo tratamento dos seus dados pessoais e por assegurar a proteção da sua privacidade, atuando em conformidade com a lei e o novo Regulamento, e determina os meios de tratamento e as finalidades.

Os dados pessoais que possuímos, foram recolhidos numa relação de confiança estabelecida com a APEE/Rainha e são objeto de tratamento no cumprimento da legislação em vigor sendo indispensáveis para a comunicação das atividades da associação a que aderiu e, portanto, de fornecimento obrigatório, ou porque desempenha as funções de representante dos pais e encarregados de educação da turma pela qual foi eleito.

Os dados serão tratados exclusivamente no âmbito da finalidade com que foram fornecidos à APEE/Rainha; para o desenvolvimento da atividade da associação; e para cumprimento de imposições legais.

A APEE/Rainha conservará os seus dados pessoais pelo período necessário aos respetivos fins. Caso pretenda manter os seus dados e as informações que a APEE/Rainha tem registados, não terá de fazer nada.

Se pretender, agora, ou em qualquer momento retirar esse consentimento, ou, ainda, alterar a informação de acordo com a legislação em vigor, pode efetuá-lo através e-mail para apee.rainha@gmail.com. Caso retire o seu consentimento, tal não compromete a licitude do tratamento efetuado até essa data.

Em qualquer momento tem o direito de aceder aos seus dados pessoais, bem como, dentro dos limites do Regulamento, de os alterar, opor-se ao respetivo tratamento, retirar o consentimento e exercer os direitos previstos na lei, salvo quanto aos dados que são indispensáveis para a APEE/Rainha interagir com os seus associados ou para o cumprimento de obrigações legais a que a associação esteja sujeita.

A APEE/Rainha adotou medidas e procedimentos para que os mesmos sejam invioláveis. Será notificado no caso de haver alguma violação dos seus dados e para assegurar a exatidão, integridade e confidencialidade dos seus dados pessoais, e todos os direitos que lhe assiste.

Orientação Vocacional – O papel dos pais

No próximo dia 8 de março, às 18:00, terá lugar a conferência ORIENTAÇÃO VOCACIONAL – O PAPEL DOS PAIS na ES Rainha Dona Leonor com a participação do Professor Doutor José Morgado,  professor universitário que tem dedicado a carreira aos temas da educação e da Dra. Joana França, psicóloga do SPO da escola.

As escolhas, a orientação e o nosso papel de pais, mães ou educadores é o tema desta conferência organizada pela APEE/Rainha que visa fazer uma reflexão sobre um momento crucial da vida dos nossos filhos, para a qual convidamos todos os pais e encarregados de educação.

A entrada é livre, sujeita à capacidade do auditório. Poderá fazer a sua inscrição preenchendo o formulário e garantindo o seu lugar.

APEE Conferencia 2018 (1)

 

Teatro Maria Matos

COMUNICADO

A Associação de Encarregados de Educação dos Alunos da Escola Secundária Rainha Dona Leonor (APEE/Rainha) manifesta a sua preocupação pela posição defendida publicamente pela Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa relativamente à gestão do Teatro Municipal Maria Matos.

O Teatro Maria Matos, dotado de serviço educativo, constitui um importante equipamento cultural de artes performativas inserido na área territorial da comunidade educativa do Agrupamento de Escolas Rainha Dona Leonor que tem permitido aos 3500 alunos e respetivas famílias, aceder a uma programação diversificada e erudita em diversos domínios artísticos. As visitas de estudo para assistir às obras apresentadas têm sido parte integrante de inúmeros Planos Anuais de Atividades de diversas turmas das escolas deste agrupamento.

Face ao exposto, a APEE/Rainha considera essencial que a gestão do Teatro Municipal Maria Matos – uma das poucas salas fora do centro histórico da cidade – continue a garantir a exigência e a diversidade das obras apresentadas bem como uma estreita colaboração com as escolas do território de Alvalade.